Deus tira homem da rua, das drogas e restaura a família 03/06/2014


No último mês de fevereiro, o jovem Alysson Luiz Assis, 38 anos, esteve na sede da Igreja Mundial do Poder de Deus, no bairro do Brás, Zona Leste de São Paulo, e contou ao apóstolo Valdemiro Santiago que foi dependente químico durante 14 anos. De acordo com a sua esposa, Márcia Cunha, de 37 anos, durante todo esse tempo seu marido usou vários tipos de drogas. "Ele começou com o álcool e logo pulou para outros tipos de drogas. Ele usou muita cocaína, e por isso teve várias convulsões e três princípios de overdose. Quase morreu. Foi um período muito difícil", relembrou.

Márcia disse ainda que o envolvimento com as drogas e a marginalidade estavam tão fortes que acabou destruindo o casamento. "Nós temos uma filha de 12 anos, e por causa das drogas e das más companhias, nosso casamento desabou. Ele nos abandonou e foi morar nas ruas. Ficou vagando durante quase um ano, e nós sofrendo bastante".

Segundo Márcia, que já era membro da Igreja Mundial do Poder de Deus, há mais de três anos, participava dos cultos e orou com muita fé para que o seu marido deixasse os vícios e voltasse a ser o marido e pai de antes. "Na época, eu não tinha dinheiro nem para pagar a condução para ir à igreja, então, muitas vezes eu ia a pé do Tucuruvi, Zona Norte de São Paulo, até o Brás. Um certo dia, procurei o apóstolo Valdemiro Santiago durante um dos cultos que ocorreu na semana, e pedi para que ele orasse para o meu marido voltar para casa. O apóstolo me disse que ele iria voltar, mas não determinou o tempo que isso ocorreria. Continuei orando com muita fé e participando dos cultos junto com a minha filha, todas as terças, quintas e domingos, na sede do Brás", destaca.

Para piorar a situação, o uso de drogas por Alysson também causou sérios problemas financeiros e de saúde. "Eu e minha filha perdemos tudo. Ficamos na miséria total. Chegamos a dividir a casa com ratos e ficar sem alimentos. A única solução que encontrei foi morarmos com a minha mãe, já que não tinha mais como arcar com aluguel, alimentação e as despesas em geral", disse. "O Alysson também teve graves problema de saúde devido ao uso das drogas. Sofreu com hipertensão e problemas cardíacos. Chegou a ser desenganado pelos médicos se não parasse com o uso de drogas e a bebida alcoólica. Além disso, ele também tinha várias amantes, vivia num mundo promíscuo”.